quinta-feira, 16 de fevereiro de 2006

Estratégias Desajustadas

Por força da minha experiência profissional tomei contacto há poucos dias com uma situação que mais uma vez remete as relações públicas para segundo plano em benefício da publicidade de forma injustificável.

Pelos meus anteriores posts alguns podem pensar que estou obcecado em deteriorar a imagem e o valor da publicidade. Não é verdade. Acho apenas que os tempos mudaram, os consumidores de hoje são diferentes dos de ontem, e existem actualmente outras formas de comunicar que conseguem obter iguais ou melhores resultados do que a publicidade em certos casos. No entanto, os gestores das nossas empresas ainda não se aperceberam destas mudanças, e continuam a ficar embevecidos sempre que um comercial entra pela porta a dentro do seu gabinete. Independentemente do projecto que têm para implementar, quer seja por comodismo quer seja por desconhecimento de outras formas de impactar os seus públicos, adjudicam propostas comerciais e gastam os seus orçamentos, que são cada vez mais escassos, de forma incompreensível.

Tomei recentemente conhecimento do desejo de uma empresa que actua na área da saúde em implementar um Prémio de Jornalismo. Em primeiro lugar, não se trata de uma iniciativa inovadora, antes pelo contrário, este já deve ser o 38º Prémio de Jornalismo a ser instituído em Portugal. Como se isto não bastasse, erram depois também na forma de o comunicar. Assim, foi-lhes apresentado uma proposta comercial de um anúncio (sim, leram bem, apenas um) de uma página num suplemento de saúde de um jornal generalista, e ao mesmo tempo, um plano de RP para seis meses. Valores rigorosamente iguais. Cada proposta atingia os 7.500 euros.

Não é que para meu espanto, a proposta de publicidade foi de imediato adjudicada (um anúncio – 7.500 euros), enquanto que o plano de RP que contemplava diversas acções durante seis meses espera pela aprovação, que na minha opinião nunca irá chegar.

Como é que a empresa promotora deste Prémio pretende ter impacto mediático com esta estratégia?!! Mais, como é que os jornalistas ficarão a saber da existência do Prémio com um simples anúncio?!! Será certamente mais um Prémio de Jornalismo condenado ao fracasso.

Este é um claro exemplo de uma estratégia suicida que não proporciona qualquer mais valia à empresa, e que envergonha todos os profissionais desta área, que, infelizmente, se deparam diariamente com cada vez mais episódios de despesismo e falta de inteligência como este que vos retratei aqui hoje.

1 comentário:

Maíra disse...

E aí galera,queria mandar uma sugestão: Dêem uma conferida nesse link, é uma página que vai mostrar todos os oito filmes da Nike da Copa do Mundo antes de irem para a TV. O primeiro é muito louco e mostra o Eric Cantona com uma baita barba invadindo um estúdio de TV na Alemanha. Vale a pena conferir.
É só acessar http://www.nk6.com.br/jogabonito