domingo, 2 de outubro de 2005

Estagiários

Todos os meses chegam às agências de comunicação dezenas de CVs de jovens, ou menos jovens, à procura de um lugar no mundo da comunicação. Os meses de Setembro e Outubro são obviamente os períodos onde se regista o maior número de envios. Findado o curso superior, lançam-se à aventura, "disparando" uma série de CVs por correio e, graças às novas tecnologias, por email, reduzindo assim os custos da acção.
Curiosos pela, muitas das vezes, primeira experiência profissional, enchem-se de sonhos e ambições. No entanto, na maior parte dos casos, as coisas não se concretizam como desejam. Um dos principais problemas, será sem dúvida, a falta de oportunidades em crescer profissionalmente. Ou seja, muitas das vezes os jovens são utilizados para fazer apenas as tarefas que os outros mais velhos, e há mais tempo nos locais de trabalho, não querem fazer. São poucas as empresas que estimulam os mais novos e retiram daí os devidos proveitos.
Dada a muita oferta de recém-licenciados, as empresas de comunicação não se preocupam em formar as pessoas e utilizam-as de forma completamente errada. Na minha opinião, esta situação fica-se a dever a uma falta de formação dos gestores ao nível dos recursos humanos e de visão estratégica a médio-longo prazo. Desta forma, optam pela "gestão reciclável", ou seja, de 6 em 6 meses os estagiários renovam-se. Quem se poderá motivar assim, sabendo que por muito bom que seja o seu desempenho acabará por ser dispensado?!!
No meu entender, existem no mercado muitos profissionais séniores cheios de vícios que adoptam diariamente uma atitude passiva, acomodados talvez a alguns bons resultados que possam ter conseguido. Por outro lado, existem certamente alguns jovens dinâmicos e irreverentes empenhados em mostrar o seu valor, que mereciam pelo menos uma oportunidade. É uma questão de renovação saudável que só poderá ter um impacto positivo na empresa!

6 comentários:

Anónimo disse...

Blog boom has companies scrambling to set standards
Greg Brown for two years has kept an online diary of his daily life, a window into his world for ... In mid-May, the computer company, which employs more than 10,000 in the Raleigh-Durham, N.
Great blog. I run a home furnishings site. It's a guide to quality home furnishings, apparel and gift sites around the web. Stop by sometime!

maria joão disse...

Concordo plenamente, o problema é que para muitos é a unica forma de começar e dar os primeiros (às vezes unicos) passos na profissão. Talvez o mais revoltante seja a não renumeração dos estágios...

carina disse...

Tens toda a razão no que dizes em relação aos estagiários. A verdade é que o trabalho dos estagiários é, muitas vezes, aquele que mais ninguém quer fazer, que de motivador ou de desafiante não tem nada. Torna-se, então, frequente que os estagiários não se esforcem mais e que muitas mentes brilhantes sejam desperdiçadas porque, simplesmente, não lhes é dada uma oportunidade. A certeza de que ao fim de uns meses serão dispensados dá-lhes todos os motivos para deixarem os dias passar sem grande stress.

Anónimo disse...

Concordo e assino por baixo do teu post!Ha poucos meses fui uma dessas estagiárias que passou 6 meses a fazer o que as pessoas mais velhas da empresa não gostavam e não queriam fazer! O que começou com grande euforia e contade de aprender aos poucos esmureceu e acabou com gd vontade de sair de lá!
Bjs andreia

Anónimo disse...

É verdade, eu também já fui desses estagiários iludidos e o pior é quando ainda nos fazem acreditar que há hipóteses de ficarmos e depois não ficamos. Além disso, esses estagiários, que na minha opinião andam a perder tempo porque pouco se aprende a fazer estes estágios, tiram postos de trabalhos. Porque de facto, muitas das empresas precisam mesmo de uma pessoa a fazer aqueles serviços que ninguém quer fazer, mas para quê pagar quando se pode ter à borla?

Maria Âmbar disse...

Supostamente acabo a minha licenciatura em Comunicação nas Organizações este ano. SUPOSTAMENTE. Mas é mais que certo que é esse futuro assustador que me espera...o de pau para toda a obra descartável em 6 meses. :S